Posts tagged “Acampada

A verdadeira Democracia

Quando se fala em actos de democracia, a primeira coisa que vem à cabeça da maioria das pessoas é o acto eleitoral. As eleições permitem estabelecer a premissa base dum sistema democrático: é o povo quem decide por quem irá ser governado. Através do seu voto, os cidadãos de um determinado país dão legitimidade a um grupo de pessoas para governar o dito país. Nós legitimamos o poder.

O problema começa aqui. Chegados ao topo do poder político, aqueles que dependem de nós para lá chegar esquecem-se rapidamente deste facto, usando todos os instrumentos ao seu alcance para impôr a sua vontade sobre os eleitores, independentemente do que estes pensam. A legitimização do poder não deveria ser usada como uma carta branca, mas é, e tem sido esta atitude dos poderosos perante o poder que tem deteriorado o tecido social, deste e de outros países.

Sócrates e Passos Coelho

Uma bastonada dói o mesmo, seja quem fôr que esteja sentado na cadeira do poder...

Numa democracia real, a polícia não pode ser usada para bater naqueles que pensam de forma diferente. Isso chama-se ditadura, mas por muito que me tentem convencer que isso já não existe em Portugal ou Espanha, eu vejo o assalto policial aos acampados em Lisboa e Barcelona e não consigo encontrar diferenças: é a polícia a bater em quem ousa pensar e falar diferente. Isto, meus caros, não é democracia, por muitas eleições que se façam para legitimar o poder.

Isto tudo para dizer que o verdadeiro acto democrático não é colocar a cruz num boletim de voto e enfiá-lo na urna, como se isso nos validasse como cidadãos politicamente activos; o verdadeiro acto democrático está em cada um de nós, todos os dias, pensarmos por nós próprios, e usarmos as nossas acções e ideias em prol duma verdadeira sociedade democrática. A verdadeira democracia nasce nos acampamentos de Lisboa e Madrid, não no Parlamento. Somos nós a democracia, não eles. Mas enquanto a maioria das pessoas continuar iludida com a farsa eleitoral, montada para satisfazer a nossa ilusão democrática, o fosso que tem sido cavado entre eles e nós continuará a crescer.